18 outubro 2013

Cidade do Rock – 30 Anos de Rock em Carazinho/RS

Que tal o título deste post?
Pois então.
Além de título deste post, Cidade do Rock – 30 Anos de Rock em Carazinho/RS é também o título do meu próximo livro, que será lançado pela Editora Os Dez Melhores.
- Mas, Jana, você acabou de lançar O Túmulodo Ladrão!
Sim, eu sei, bêibe.
Porém, Cidade do Rock será publicado somente em 2014/2015 (quando então colocaremos fogo em Carazinho num lançamento/show regado a rock, rock e rock).
Até mesmo por que, mal iniciei a pesquisa para esta obra.
E é justamente sobre esta pesquisa que quero falar aqui: Cidade do Rock... será um livro/reportagem que contará a história de 20/30 bandas de Carazinho/RS, que estiveram ou estão em atuação, e englobará o período entre 1980 e 2013.
Já estou entrando em contato com algumas bandas da cidade que eu conheço, mas precisarei de sua ajuda, bonito amigo leitor!
Assim sendo, se você integra ou integrou uma banda de rock de Carazinho/RS, ou se conhece alguém que integra ou integrou uma banda de rock de Carazinho/RS, entre já em contato comigo através do e-mail cidadedorock@editoraosdezmelhores.com.br
Até dezembro deste ano pretendo definir os nomes destas 20/30 bandas e, tão logo isso acontecer, iniciarei a pesquisa de campo.
Esta pesquisa se dará através de entrevistas, que serão realizadas individualmente com cada membro da banda em questão.
As perguntas serão variadas, passando desde a formação e o início da banda, até músicas favoritas, influências, shows, família, dinheiro, ensaios, vizinhos, internet, divulgação.
E, claro: a santíssima trindade sexo, drogas e rock and roll.
Ou seja: vai ser divertido pra caramba.
E se você acha que não existe mais rock em Carazinho/RS, engana-se redondamente, queridinho.
No início deste mês tive a feliz oportunidade de ir à sexta edição do Carazinho Rock City, evento idealizado pelo DJ Alison Drey, e descobri, estarrecida: há esperança para a humanidade.
Música boa o tempo todo (não tocou uma que não prestasse), shows sensacionais, cerveja gelada.
Quer dizer: um lugar do caralho, praticamente.
Ali me deu o click para este projeto, e cá estou eu o colocando em prática.
Mas, para isso, preciso de ti e de tuas informações, leitor querido.
Pode ser?
Obrigada então!
Vou aguardar seu e-mail!
Até mais, bonitos, e let’s rock. ;)