22 outubro 2011

Revisão Gramatical.

Oi gente.
Como alguns de vocês sabem, meu nome é Jana Lauxen, tenho 26 anos e, desde os 18 anos, quando descobri que amava literatura do mesmo jeito que amo bolo de chocolate, tenho trabalhado no meio literário, nas mais diferentes disposições.
Sou formada em Comunicação Social – Publicidade e Propaganda pela Universidade de Passo Fundo (UPF), e autora do livro Uma Carta por Benjamin (Ed. Multifoco, 2009). Trabalhei como editora do Selo Literarte (Ed. Multifoco) e organizei, ao lado de outros escritores, as coletâneas Assassinos S/A (contos policiais, com Frodo Oliveira), Crônico! (crônicas brasileiras, com Beto Canales) e Quadrinhos em História (HQs, com Sergio Chaves).
Atualmente sou colunista da revista independente Café Espacial (Marília - SP), do jornal O Caiobá (Tapejara - RS) e da revista Zena (Recife - RE). Publiquei também a historieta Pela Honra de Meu Pai, pela Mojo Books, inspirada na banda Pata de Elefante.
Fui editora da versão brasileira da revista eletrônica inglesa 3:AM Magazine, e também uma das idealizadoras do projeto E-Blogue.com (in memorian). Participei de mais de 10 coletâneas, sendo a mais recente Galeria do Sobrenatural, da Terracota Editora. Se desejar, veja meu currículo completo clicando aqui.
Enfim.
Tudo isto serviu para que eu entendesse melhor como funciona e de que maneira se movimenta o mercado editorial no Brasil. E, seja no Brasil, seja no restante do mundo, uma coisa é fato: o novo autor, que deseja ser publicado por uma editora séria e comprometida, não pode, de jeito nenhum, enviar seu original para avaliação com erros gramaticais.
Parece óbvio, mas não é tão óbvio assim.
Durante os quase três anos em que trabalhei analisando os originais recebidos pela Editora Multifoco, vi muito livro com histórias muito boas, porém com erros gramaticais primários.
E porque isto acontece? Acreditem: não é porque o autor não domina as regras gramaticais.
Ocorre que o autor precisa se preocupar com o enredo, com os personagens, com o andamento do livro, com a lógica da história, e lê e relê seu próprio originais dezenas, às vezes centenas de vezes. Isto gera uma espécie de vício de leitura, onde, depois de tanto ler e reler, muitos erros gramaticais acabam passando despercebidos, como se simplesmente não existissem.
Sempre sugeri a estes autores que entregassem seus originais para alguém revisá-los gramaticalmente. Não somente alguém em quem eles confiassem (como a mãe e a vó), mas alguém que, de fato, dominasse a gramática, para que organizasse devidamente todas as correções.
Pois bem. Recentemente, já afastada de minhas funções de editora da Multifoco, por conta de novos trabalhos e desafios que vi surgirem, resolvi oferecer a estes autores meu trabalho como revisora gramatical. 
Uma forma dos autores garantirem que seus livros serão enviados para avaliação sem erros de português e de digitação, garantindo assim uma apreciação muito mais receptiva por parte das editoras, que simplesmente descartam livros que contenham muitos erros gramaticais - e descartam, meus amigos, podem acreditar.
Sabemos das dificuldades naturais que todo novo autor (ou nem tão novo assim) enfrenta para publicar em nosso país. Então, se podemos eliminar esta dificuldade, já estaremos um passo a frente de autores que não consideram esta revisão, feita por um profissional, tão importante assim.
Eu posso garantir aos autores que enviarem seus originais para minha revisão que seu livro será devolvido sem erros de português nem de digitação, por um preço acessível, num prazo curto e com facilidades de pagamento.
A correção já será feita dentro das novas regras gramaticais.

Os originais deverão ser enviados em fonte Times New Roman, tamanho 12, espaçamento 1,5 em arquivo simples de Word, para o e-mail jana.lauxen@hotmail.com.
O investimento do autor será de R$1.50 (um real e cinqüenta centavos) por página, sendo a metade do pagamento feito à vista, no momento em que o autor envia seu original, e a outra metade na entrega do trabalho. O pagamento poderá ser feito através de depósito bancário ou boleto.
O prazo para a entrega do original revisado é o seguinte:
- Até 50 páginas: 10 dias*
- Até 100 páginas: 20 dias*
- Até 150 páginas: 30 dias*
- Acima de 200 páginas: 45 dias*
- Acima de 350 páginas: 60 dias*
* dias úteis.
Enviando seu livro devidamente corrigido, as chances de aprovação por parte de uma editora renomada crescem substancialmente. E digo isto porque já trabalhei com avaliação de originais, e sei que livros com erros gramaticais costumam ser sumariamente excluídos, antes mesmo do término de sua avaliação.
Aguardo seu contato, querido autor.
E qualquer dúvida, não deixe de escrever.
OBS.: Também trabalho com revisão gramatical de trabalhos escolares, monografias, teses, artigos. O preço é o mesmo, assim como o prazo de entrega.

06 outubro 2011

EU SOU GAY!

Então.
Vocês lembram que, há algum tempo atrás, eu publiquei aqui no Blogue da Jana (que, aliás, é um blogue muito gay) um texto falando sobre o Bolsonaro, o homossexualismo e os cães que ladram enquanto a caravana passa? Pois é. Neste post eu aproveitei para falar sobre um projeto lindo e lúdico chamado EU SOU GAY, onde pessoas de todos os lugares, raças, times, partidos políticos, cores e amores, independentes de sua opção sexual, deveriam enviar uma foto para o e-mail projetoeusougay@gmail.com com somente um dizer: EU SOU GAY (saiba mais clicando aqui).
O objetivo era, posteriormente, fazer um vídeo para ser divulgado no YouTube e por festivais, fóruns, palestras, mesas-redondas e, principalmente, no monitor de várias pessoas mundo afora.
Imaginem vocês, meus leitores queridos e invisíveis, se eu ia ficar fora dessa!

CLARO QUE NÃO!
Mandei minha foto e aguardei o resultado final, que, aliás, está bem aqui embaixo. Mas antes, permitam-me copiar e colar o que diz a postagem do blogue oficial do projeto:
"Sim, somos muitos universos. E a quem ainda não acredita que um mundo com mais respeito e paz é possível, essa é a resposta que vocês têm a dar":

Vejam se não ficou de chorar, de tão bonito?
Eu amei para sempre.
Felizmente o projeto recebeu tantas fotos, mas tantas fotos (mais de duas mil e quinhentas!) que infelizmente nem todas puderam aparecer no vídeo – o que incluiu a minha.
Mas não há problema nenhum.
Me sinto muito, muito, muito feliz e honrada de ter podido participar de um projeto tão incrível, tão sensacional, tão bacana, e sugiro a vocês que, apesar do vídeo já estar pronto, continuem a enviar suas fotos com  os dizeres EU SOU GAY.
Todas as fotos – e eu disse TODAS – serão postadas no TUMBLR.
E se não for pedir demais, vocês bem que poderiam me ajudar, nos ajudar, a divulgar este vídeo tudo de bom por todos os lugares que existem no universo, né?
É a nossa forma pacífica de protestar contra uma bestialidade descabida, sem nexo, que virou mexeu aparece nas páginas dos jornais e na tela da televisão - quando não aparece bem embaixo das nossas fuças, da nossa casa, trabalho, do nosso portão - sem que consigamos compreender qual é o motivo para tanto ódio, para tanta violência.
É o nosso jeito de dizer CHEGA!
Porque somos do amor e queremos PAZ!
E, sendo hetero (serei?), eu nunca pude imaginar que teria tanto orgulho de dizer que EU SOU GAY.