06 outubro 2011

EU SOU GAY!

Então.
Vocês lembram que, há algum tempo atrás, eu publiquei aqui no Blogue da Jana (que, aliás, é um blogue muito gay) um texto falando sobre o Bolsonaro, o homossexualismo e os cães que ladram enquanto a caravana passa? Pois é. Neste post eu aproveitei para falar sobre um projeto lindo e lúdico chamado EU SOU GAY, onde pessoas de todos os lugares, raças, times, partidos políticos, cores e amores, independentes de sua opção sexual, deveriam enviar uma foto para o e-mail projetoeusougay@gmail.com com somente um dizer: EU SOU GAY (saiba mais clicando aqui).
O objetivo era, posteriormente, fazer um vídeo para ser divulgado no YouTube e por festivais, fóruns, palestras, mesas-redondas e, principalmente, no monitor de várias pessoas mundo afora.
Imaginem vocês, meus leitores queridos e invisíveis, se eu ia ficar fora dessa!

CLARO QUE NÃO!
Mandei minha foto e aguardei o resultado final, que, aliás, está bem aqui embaixo. Mas antes, permitam-me copiar e colar o que diz a postagem do blogue oficial do projeto:
"Sim, somos muitos universos. E a quem ainda não acredita que um mundo com mais respeito e paz é possível, essa é a resposta que vocês têm a dar":

Vejam se não ficou de chorar, de tão bonito?
Eu amei para sempre.
Felizmente o projeto recebeu tantas fotos, mas tantas fotos (mais de duas mil e quinhentas!) que infelizmente nem todas puderam aparecer no vídeo – o que incluiu a minha.
Mas não há problema nenhum.
Me sinto muito, muito, muito feliz e honrada de ter podido participar de um projeto tão incrível, tão sensacional, tão bacana, e sugiro a vocês que, apesar do vídeo já estar pronto, continuem a enviar suas fotos com  os dizeres EU SOU GAY.
Todas as fotos – e eu disse TODAS – serão postadas no TUMBLR.
E se não for pedir demais, vocês bem que poderiam me ajudar, nos ajudar, a divulgar este vídeo tudo de bom por todos os lugares que existem no universo, né?
É a nossa forma pacífica de protestar contra uma bestialidade descabida, sem nexo, que virou mexeu aparece nas páginas dos jornais e na tela da televisão - quando não aparece bem embaixo das nossas fuças, da nossa casa, trabalho, do nosso portão - sem que consigamos compreender qual é o motivo para tanto ódio, para tanta violência.
É o nosso jeito de dizer CHEGA!
Porque somos do amor e queremos PAZ!
E, sendo hetero (serei?), eu nunca pude imaginar que teria tanto orgulho de dizer que EU SOU GAY.