02 novembro 2010

Entrevista para o Paquidermes Culturais.

Então que me escreveu um rapaz chamado Allan Pitz, que havia lido neste blogue o texto sobre A Prepotência dos Novatos e gostado. Trocamos alguns e-mails trocando algumas idéias, e por fim acabamos trocando foi nossos livros, naquilo que chamo carinhosamente de Escambo Literário. Adoro. Enviei o Benjamin para ele, e ele me enviou três de seus livros: Visões Comuns de um Porco Esquartejado, A Fuga das Amebas SelvagensA Morte do Cozinheiro. Confesso que ainda não os li, mas só os títulos já me atraíram sobremaneira.
O fato é que ele leu a história do Ben, gostou e resolveu fazer uma entrevista comigo. Eu topei bem feliz, é claro, e rapidamente ele me enviou as perguntas.
O resultado pode ser conferido no blogue Paquidermes Culturais (esse Allan é um gênio dos títulos, é isso?), clicando bem aqui.
Eu admito que gostei muito da conversa fiada que tive com ele, e que acabou sendo muito esclarecedora para mim. Pois é, para mim. Vejam vocês que damos uma entrevista para que os outros possam conhecer mais sobre a gente, e de quebra acabamos conhecendo mais sobre nós mesmos.
E isto só aconteceu porque, de alguma maneira, as perguntas me conduziram para tanto.
Uma experiência bacana e preciosa, da qual gostei muito.
E espero que vocês também gostem.
Então é isso.
Beijo.