10 abril 2010

Esclarecimentos quanto à questão Remuneração

Interessados em participar de nosso banco de artistas, ilustradores e fotógrafos entraram em contato comigo, pedindo maiores detalhes e informações sobre como funcionaria esta parceria.
Eu sempre respondo, pedindo que enviem uma amostra de seu trabalho e explicando como tudo funciona – o que vem a ser mais ou menos assim: depois de manifestarem vontade e disponibilidade para integrarem nossa bancada, e assim que surgir uma oportunidade, casaremos o trabalho de ilustração ou fotografia com o texto de um de nossos autores. Pode acontecer amanhã, pode levar alguns meses, mas quem estiver cadastrado, acreditem, será chamado sim, mais cedo ou mais tarde.
Quando isso acontecer, o artista em questão receberá um resumo dos capítulos selecionados pelo escritor e produzirá, livremente, tais ilustrações ou imagens, num prazo máximo de 45 dias.
Escritor e ilustrador/fotógrafo podem e devem trocar uma idéia, mas o escritor não terá o direito de aprovar ou desaprovar o resultado final, em sinal de respeito ao trabalho do artista, que precisará apenas acatar o fato de que as imagens, sejam fotografias ou ilustrações, deverão ser em preto e branco, para não aumentar substancialmente o preço final da obra, tornando-a inviável. Colorida, só as imagens de capa e contracapa.
Até aqui, tudo bem.
O problema aparece quando falamos em pagamento: a título de remuneração, o ilustrador ou fotógrafo recebe um exemplar da obra e, claro, divulgação para seu trabalho.
- Só???
É o que muitos perguntam.
Vários artistas têm se manifestado contrários a este pagamento, que consideram ‘simbólico’.
E este texto tem por finalidade esclarecer esta questão.
Vejam bem: a Editora Multifoco, mãe do Selo Literarte, é voltada única e exclusivamente para novos autores – novos autores de livros, de ilustrações, de fotografias, e, em breve, novos músicos também.
Trabalhamos para aquele cara que quer muito ver seu trabalho publicado profissionalmente, mas simplesmente não tem dinheiro para bancar uma produção independente – coisa que, em nosso país, convenhamos, é bastante cara. Basta conferir os preços de editoras por demanda, que publicam somente quem pode pagar.
Não é este o nosso foco e muito menos o nosso objetivo, e é por isso que a Multifoco está revolucionando, sim, nosso mercado editorial.
Por isso, o simples fato de seu trabalho estar impresso em uma publicação séria e profissional, por uma editora séria e profissional, sem que você precise desembolsar um centavo para isso, já é pagamento mais do que suficiente – eu acho.
E não digo isto apenas como representante editorial do selo, mas como a escritora que sou, acima de qualquer outra coisa, e que encontrou aqui, de fato, oportunidade.
Evidente, alguns escritores, ilustradores e fotógrafos não precisam de divulgação, e para estes, sim, o pagamento pode ser considerado ‘simbólico’.
Afinal eles já as têm, e estes não estão em nosso enfoco.
Por isso, gostaria de deixar bem claro: se você já é publicado, se pagam para que você fotografe, escreva ou ilustre, se meios de comunicação lhe procuram solicitando serviços, com certeza a Editora Multifoco não é para você.
E, por favor, não levem isto como uma ironia, um desaforo, uma má educação; é apenas a verdade.
Nosso maior objetivo é oportunizar a quem não tem oportunidade (e nem grana) a chance de colocar seu trabalho no mercado, para que, num futuro próximo, possam sim ser considerados veteranos, e estar sim cobrando e sendo sim procurados para ilustrar, fotografar e escrever.
Por enquanto, somos novatos, e precisamos aceitar isso.
No entanto, por motivo que, juro por Deus, não compreendo, alguns ainda acham isso ‘pouco digno’.
Esperam que a editora arque com todas as despesas & responsabilidades, e ainda lhes paguem alto.
Querem escrever seu livro, fazer sua ilustração ou fotografia, e sentar no sofá confortavelmente, esperando os louros da fama e do sucesso cair em seus colos e os reais em sua conta bancária.
Não funciona assim, minha gente.
Infelizmente não.
Por isso, pense bem antes de entrar em contato com nosso selo, e também com a Editora Multifoco.
Se considera divulgação e oportunidade de publicar profissionalmente pouco como pagamento pelo seu trabalho, respeito sua opinião, mas não poderemos mudar nosso método de atuação, que têm se mostrado saudável e eficiente, apenas porque você acha que devemos.
Como disse acima, sugiro, então, que procure editoras e meios de comunicação dispostos a pagar aquilo que você acredita valer seu trabalho.
Boa sorte para todos nós e um grande abraço.