06 outubro 2009

Sorriam.

Da série: Bons ventos bateram aqui (ou, nem só de desgraças vive o homem).
Depois de uma semana onde O Caos reinou, soberano e absoluto, com o roubo de dois notebuques, dentro da minha casa, em plena luz do dia (assunto que deixaremos para depois do jantar), abro meu e-mail e descubro que:

1. Fui uma das felizes selecionadas a integrar a coletânea Galeria do Sobrenatural – Jornadas Além da Imaginação, próximo lançamento da Terracota Editora.
Com organização de Silvio Alexandre, o livro é uma homenagem aos 50 anos do seriado de tevê Twilight Zone (Além da Imaginação no Brasil) e conta com autores como Andréa Del Fuego, Braulio Tavares, Cavani Rosas, Cláudio Villa, Danny Marks, Fábio Fernandes, Giulia Moon, Lucio Manfredi, Luis Filipe Silva, Márcia Olivieri, Mario Carneiro Jr, Max Mallmann, Miguel Carqueija, Octávio Aragão, Regina Drummond, Shirley Souza e Tatiana Alves.
Belo time, hã?
O lançamento acontece dia 31 de outubro, a partir das 15 horas, na Livraria Martins Fontes da Avenida Paulista, e vai ter bate-papo com Fernanda Furquim e a projeção do primeiro episódio da série, o piloto de 1959.

Ou seja: eu sorri.
2. E no mesmo dia, no mesmo e-mail, exatamente na mesma hora, descubro que já está no ar meu conto, Pela Honra de Meu Pai, com trilha sonora especialíssima da ótima Pata de Elefante, pela Mojo Books.
É só clicar aqui, se cadastrar e baixar a história e a música diretamente aí, no seu computador.
Legal?
Não!
Legal é chocolate com avelã.
Isso é simplesmente máster legal.
Ou seja: eu sorri.

Aproveito também para avisar aos navegantes com tendências homicidas que acabou de sair o resultado da seletiva para o segundo volume da coletânea de contos policiais Assassinos S/A.
E olha que não foi fácil escolher (apenas) 23 em meio a 192 inscritos.
Só posso dizer uma coisa: não sei se são os textos ou as ilustrações que estão melhores.
Tô feliz, empolgada, satisfeita e em breve tenho novidades que deixarão todos felizes, empolgados e satisfeitos.
Ou seja: nós sorriremos.

Ademais, vamos em frente.
Saindo pela janela que abriu quando a porta se fechou.
A vida é isso, e eu até que gosto.
Beijo.