09 julho 2009

A corrupção nossa de cada dia.

Dizem que, quando uma palavra é repetida algumas dezenas de vezes, perde o sentido e se torna apenas um som.
E nunca, na história deste país, se falou tanto numa tal de Corrupção.
Não que Corrupção (com cê maiúsculo, veja só) seja um fenômeno recente, porque não é mesmo.
No entanto, só recentemente ela tem vindo ao baile sem máscaras.
E quando menos esperamos lá está ela, na igreja e na escola, na política e na polícia, na empresa e dentro de nossas casas.
Todo homem tem um preço?
Ao que tudo indica, parece que sim.

Termine de ler clicando aqui.
Até porque, fui a última colaboradora do Haja Saco!

:(

Havia vida enquanto havia saco.
Mas, como ninguém é de ferro, o saco acabou.