13 novembro 2008

Blogosfera no Poder.

Afobório, em seu blogue sinistro porém do bem, lançou um desafio para todos os blogueiros de plantão: copiar a frase BLOGOSFERA NO PODER e escrever sobre o tema, livremente, sem lenço e sem documento.
Valendo crônica, conto, poesia, música, palpites, uma frase que seja. Qualquer coisa que coloque esse bando de internautas metidos a escrivinhadores a raciocinar sobre a sua função como blogueiro.
Aposto que você nunca havia pensado nisso, néam?
Pois é, nem eu.
No entanto, a verdade é que o tema não só é interessante como extremamente importante.
Por isso convoco a todos que estão lincados em meu blogue (e também aos que não estão, mas são espertinhos e sabem que vale a pena aderir a causa) a copiar a frase Blogosfera no Poder e, em seu blogue, mandar ver sobre o assunto.
Afinal, todos podem fazer.
Mas quem pensa sobre o que faz, faz melhor e faz toda a diferença.

Blogosfera no Poder

Queiram ou não queiram os intelectualóides de plantão, o fato é que os blogues já se transformaram em um meio de comunicação quase tão forte e sólido quanto os jornais, a tevê, as revistas e os próprios livros.
Com a diferença de que, para se ter um blogue, você não precisa de padrinhos, costas-quentes, jabás, diploma, nem precisa estar no lugar certo, na hora certa, falando com a maldita pessoa certa.
Você só precisa querer.
E isso é democracia pura.

Eu, que desde pequenininha já gostava de dar pinta de escritora por aí, encontrei nos blogues a oportunidade de ser lida – que é, basicamente, o que interessa para qualquer aspirante a escritor.
E não estou sozinha.
Não mesmo.
Quantos e quantos talentos não começaram a aparecer, tal e qual andorinhas em início de verão, desde que disponibilizaram para nós, meros internautas, a chance de dar pitacos e meter o bedelho em tudo, em nossas páginas pessoais?
Aqui podemos falar o que queremos, sobre o que queremos e do jeito que queremos, sem nos preocuparmos com anunciantes xaropes e editores sem coração.
Aqui podemos mandar as editoras as favas.
Aqui fazemos chover, aqui mandamos e desmandamos.
É a liberdade, definitivamente, abrindo as asas sobre nós.

Estamos, todos nós e cada um, iniciando uma pequenina (porém barulhenta) revolução, onde escrever não será mais privilégio de meia dúzia; onde não importa quem está na presidência, nem quais são os seus contatos, nem se você tem dinheiro, prestígio ou um rostinho/bunda bonito.
O blogue é para todos, e por isso é tão forte.
E dada a qualidade dos textos dos blogues por onde eu passeio, e considerando as cabeças pensantes que fazem estes blogues - e que estão pouco se lixando para o que os outros vão pensar - eu garanto, com um discreto sorriso sarcástico no rosto:
Cuidem-se todos os reis, amigos de reis e asseclas!
Nós estamos chegando e nós vamos tomar o poder.
Quem viver, verá.