24 julho 2008

Ora,

parem seus tolos;
não tentem mais me enganar!


Vocês,
como eu,
também cagam
e trepam
peidam
arrotam
lacrimejam
vomitam
mentem,
regurgitam.


Tem dor de barriga,
de cabeça,
de ouvido,
de estômago.


Vocês,
como eu,
também tem nariz entupido,
remela nos olhos
meleca no canto da boca
cera no ouvido,
dente amarelo.


Tem pentelho,
febre,
labirintite,
buço,
ranho,
cicatriz,
catarro;
coceira,
frieira,
gripe e anemia.


Tem espinhas amarelas dentro do nariz.
Tem sujeira nos cantos das orelhas, embaixo das unhas;
Tem bafo
chulé,
raiva,
câimbra,
mão grudenta.


Vocês,
como eu,
também tem furúnculo
sudorese
escarlatina.
Tem lombriga
abscesso,
tem encardido,
tem cárie.


E suam,
tem vertigem
tem pereba, gases, espinhas.
Vocês também fedem.
Cospem amarelo, verde, marrom.
Tem piolho, caspa, afta,
marca de vacina
casca de ferida
axila suada
pêlo encravado,
alergia
cabelo sujo.


Nas fotos, senhoras e senhores
vocês sorriem enquanto tentam engarfar uma lagosta viva,
que é o seu jantar.

E eu não conto
que tem uma casca de feijão no teu dente, cavalheiro;
e que a mão da sua esposa está amarela de tanto se masturbar.

Ora,
parem seus tolos;
não tentem mais me enganar!


Vocês,
como eu.